Aumento de táxi para 150 kwanzas é ilegal

Ferramentas

O Chefe do Departamento de Preços e Concorrência do Ministério das Finanças, Ernesto Ramos, anunciou recentemente que a subida da tarifa de táxis colectivos de 100 para 150 kwanzas é ilegal, desmentindo assim o comunicado feito antes pela Associação dos Taxistas de Luanda (ATL).

O aumento do preço de táxi, na ordem dos 50%, justificado pela subida do preço dos combustíveis, foi anunciado por Manuel Faustino, Presidente da ATL, na noite de quarta-feira da semana passada, mas só durou 24 horas, sendo que a reaccao do órgão regulador veio logo a seguir.

Contrapondo-se um ao outro, Manuel Faustino considera que a subida seria ainda maior, para 162 kwanzas, mas, por causa dos trocos, “ficámos acertados em praticar a tarifa de 150 kwanzas. Não entendo porque o Governo agora vem dizer que é ilegal. Não aceitamos outras negociações”. Por sua vez, Ernesto Ramos atira: “as negociações que satisfaçam as partes ainda não terminaram. O Ministério das Finanças está a proceder estudos que incluem vários aspectos, entre eles as rotas que percorrem as viaturas e a qualidade das estradas e dos carros, para se encontrar um preço que venha a beneficiar a população e os taxistas”, lê-se no Nova Gazeta de ontem, 4 de Junho.