Dicas - Vão casar, convidaram-me, e agora? - Conclusão

Ferramentas

E a que normas estamos aqui e agora a referirmo-nos? 

MULHER

Se a celebração da cerimónia ocorrer durante o dia e assumir um carácter informal a convidada poderá optar por um vestido de tecido de cor opaca ou estampado. Geralmente é indicado um vestido floral que deverá o comprimento bater até aos joelhos. Também é indicada a utilização de uma saia acompanhada de blusa/túnica de tecidos finos (ex. seda) ou tailleur (conjunto de saia e casaco). O look deverá ser completo com uma pochette, sapatos altos e acessórios não muito exuberantes. Aqui só deverá ser utilizado o chapéu se previamente houver a certeza que as mães e madrinhas dos noivos o irão usar. Seria de mau tom e deselegante tirar o protagonismo destes convidados especiais. Refira-se ainda que, o uso do chapéu é apenas indicado quando a cerimónia se realiza até à hora de almoço.

Noite Informal - Deverá a mulher optar por um vestido de cores mais escuras e cujo comprimento poderá ser até aos tornozelos (vestido cocktail). Poderá utilizar acessórios que evidenciem o decote do vestido, acompanhados de clucth (que difere da pochette pela inexistência da alça) e sapato alto. Note-se que, não é necessário que os sapatos condigam exactamente com os restantes elementos.

Para se apresentar condignamente num casamento realizado de dia e de carácter formal a mulher deverá optar por um vestido pelo joelho de tecidos nobres e de tons pastel (verde azeitona, ervilha, camel, rosas, azuis, etc) ou por um tailleur tipo Chanel. O chapéu e as luvas são de uso opcionais. Geralmente neste caso as convidadas especiais fazem o uso do chapéu.

Quando a cerimónia se realiza à noite e é considerada Formal ou Black Tie as senhoras deverão optar por vestidos compridos em tons mais exuberantes com brilhantes, pedrarias, rendas e estolas. Se o acto acontecer também à noite e este for Muito Formal ou White Tie, é indicado o vestido de baile com comprimento extra ou cauda, de tecidos nobres e com brilho. Os diamantes, luvas e as peles poderão “sair à rua” com esta indumentária. Sapatos fechados e clucth finalizam o look. Lembre-se, quanto mais comprido for o vestido, maior é a solenidade do evento.

Não esqueçamos ainda o bom-senso que nos pede a não utilização das cores branco (a não ser que o casamento se realize na praia e os noivos assim o queiram) e do negro integral (senhoras). Brilhos e lantejoulas também não são indicados para matrimónios diurnos. Gangas e sapatilhas desportivas são proibidas, bem como os ombros à mostra nos locais de culto.

HOMEM

Num casamento diurno e de carácter informal, poderá o homem vestir camisa e calças, com um blazer diferenciado ou um fato de tonalidades azuis, cinzas ou acastanhadas. A meia deverá ser em todos os casos do tom do sapato. O uso da gravata é aqui facultativo. Se a cerimónia for mais formal, o convidado poderá optar por um fato escuro (tecidos com discretas riscas ou liso) e gravata/lenço ou pelo Fraque cinzento (se o convite o indicar, pois o noivo, pais e padrinhos terão que igualmente o envergar).

Para matrimónios nocturnos e informais o homem deverá usar Fato preto, gravata, camisa clara e botões de punho (opcional). Se o casamento for Formal poder-se-á optar pelo uso do fato escuro ou smoking (só aconselhado em cerimónias civis e composto por faixa e laço) e em casos ainda mais formais ou White Tie a escolha recai numa casaca com camisa e gravata branca. A casaca permite a ostentação de insígnias reais, medalhas de mérito, e condecorações militares ou civis (em caso de festa de matrimónio apenas ostentar se for essa a vontade dos anfitriões). Os sapatos deverão ser pretos, impecavelmente lustrados, e no caso do White Tie envernizados. Tal como no caso da utilização do fato escuro, a meia deverá ter o comprimento até ao joelho, para que em caso algum se possa ver os inestéticos pelos das pernas.

Muna-se daquilo que é bom: o Bom-senso e o Bom-gosto, aproveite e divirta-se!