Nadir Tati. A imaginação e a ousadia nas cores transformam-na em estilista de sucesso 

Ferramentas

Apaixonada pelo desenho, Nadir Tati é uma das estilistas angolanas mais reconhecidas internacionalmente pela mistura de cores e ousadia na criação. É ainda criminologista de formação, mas os feitos da criatividade levaram-na a ser considerada "líder dos criadores de moda angolana" pela revista norte-americana Forbes. 

O gosto pelo desenho surgiu cedo, aos 4 anos, tudo por culpa da mãe que confeccionava as roupas de Nadir, sendo a única menina de cinco irmãos. Actualmente aos 40 anos, tem a mãe como referência importante na sua carreira profissional. Licenciada em Criminologia, na  especialidade de Abuso e Tráfico de Menores, é também mestre em Exploração Sexual e Comercial de Menores (no México), e fez outras formações na área de Design de Moda. 

Durante três anos viveu em Portugal, onde trabalhou com reclusos no Tribunal de Instrução Criminal, morou em sete países e aprendeu a falar fluentemente cinco idiomas, nomeadamente inglês, francês, alemão, português e espanhol.  

O regresso a Luanda deu-se em 2001, quando deixou que a paixão antiga pelo design pautasse o seu futuro. Estabeleceu-se como estilista e passou a somar prémios e desfiles em Angola e não só, num globo que já mostrou ser pequeno para a angolana. Nova Iorque, Tanzânia, México, Portugal, Espanha, Macau, África do Sul, Coreia do Sul e Togo são alguns dos países que já conhecem as criações de Nadir Tati. 

Nadir Tati carrega a bandeira de Angola e de África além-fronteiras, tendo visto já uma das suas criações a ser vestida pela actriz congolesa Rachel Mwanza na entrega dos Óscares nos Estados Unidos da América e em outro evento no Canadá, além dos inúmeros eventos em que a Primeira-dama de Angola, Ana Paula dos Santos, exibe as suas criações.