Agualusa - "A literatura angolana não se desenvolveu tanto quanto podia"

Ferramentas

 

A literatura angolana não se desenvolveu tanto quanto podia porque não foram feitos esforços suficientes para promovê-la, critica o escritor angolano José Eduardo Agualusa.

 

De acordo com o escritor, que atendeu ao programa Angola Fala Só da Voz da América, o país prometia mais em 1975, e devia-se ter criado uma rede de bibliotecas públicas mas “isso não foi feito”. O escritor luso-angolano, que considera Angola um país rico em histórias para contar,  lamentou, no entanto, que por diversas razões é mais fácil para os escritores angolanos publicarem em Portugal ou no Brasil do que no seu próprio país.