ON - Petro, o campeão da "crise"

On/Off
Ferramentas

A equipa do Petro Atlético de Luanda, sénior masculino, deu, na passada terça-feira, um grande exemplo de superação ao tornar-se campeã do BIC Basket. Em meio à crise e dificuldades financeiras, o trabalho e a vontade de ganhar falaram mais alto.

No início da época, o presidente do clube, Tomás Faria, disse em conferência de imprensa que nas várias competições em estariam engajados seria apenas para competir, porque não tinhas possibilidades de contratar os melhores jogadores e pagar os melhores salários. Em função disso, o Petro viu sair dois jogadores que eram uma enorme valia, nomeadamente Valdilício Joaquim para o Reacreativo do Libolo e Roderick Nealy para o 1º de Agosto.

Sendo assim, e em resposta a esta situação, contrataram o base Emanuel Quezada e o poste Gelson Kem, ambos vindo de Espanha. Lazare Adingono, treinador da equipa, soube incutir nos seus jogadores o espírito ganhador e, jogo a jogo, a equipa foi trilhando o seu caminho. Depois de seis jogos, três vitórias para cada uma das equipas finalistas, Petro e Libolo, o certo é que o sétimo foi de vez e, como diz o seu hino na hora da verdade ninguém "segurou" o Petro Atlético de Luanda, nem a crise e as dificuldades vivida durante a presente época.